DEGRADATIVO

Não tenho vontade de nada do que falam que faz bem.
Não sei se pelo gosto, não sei se pelo tom.
Talvez eu me arrependa quando for tarde demais, não sei.
Talvez eu nem chegue a perceber ou até perceba, bem devagar, como agora.
O que é quase o mesmo que não perceber.

Apenas observo da janela, o cinza e o concreto, que vai tomando conta do ar.

Anúncios