OFÍCIO

Eu, remedo de tudo que tentei na vida, caricatura que baba lá de cima da nuvem carregada que me carrega, escura, onde só brilha o raio e nada mais, venho por meio desta, reclamar do barulho do trovão.

VARANDA

Que exuberante quantidade de ignorantes no meio daquela lama que respinga aqui, onde tudo é limpinho.
Haja toalhas, gente e reagentes.